FANDOM


Um protesto contra a Companhia Kaminarimon é realizado, por supostas práticas de exploração. A Gangue Byakuya está satisfeita com a crescente turbulência em Konoha. Ryōgi confirma com Gekkō, se tudo isso é justiça. Sai e Shikamaru relatam a Naruto os últimos desenvolvimentos e especulam possíveis razões e resultados. Boruto vai checar a situação com seus amigos. Shikadai se destaca da situação quando perguntado sobre isso, confundindo os outros. Ryōgi pensa em como ele veio a fazer parte da Gangue Byakuya. Um dia, seu pai voltou para casa fatalmente ferido de uma missão. Quando a mãe de Ryōgi tenta ajudar, ela também é morta na frente dele. O assaltante tentou atacar Ryōgi, que ativou suas habilidades de Liberação de Gelo para detê-lo antes de desmaiar. Quando ele acorda, Gekkō diz a ele que o mesmo matou o homem que o atacou, e que o funeral de seus pais havia acabado.

Gekkō ofereceu-se para ensinar Ryōgi, que aceitou a oferta. Gekkō apresentou Ryōgi à gangue Byakuya, alegando que era o trabalho real que ele e seu pai faziam além do trabalho shinobi. Gekkō alegou que ele e o pai de Ryōgi começaram a questionar seu papel como shinobi, encarregados de cumprir apenas missões como ordenadas por aqueles acima deles, agindo como peões. Pensando nas palavras de sua mãe sobre o pai ajudando as pessoas, Ryōgi decidiu se juntar à turma de Byakuya. Gekkō encontra Ryōgi relembrando o passado e nota o pedaço de shōgi em sua mão. Ryōgi diz que é de um amigo, e enquanto Gekkō externamente o encoraja, uma vez fora do alcance da voz, ele diz que logo não importará. Ryōgi encontra-se com Shikadai para tocar shōgi, e eles tocam até depois do anoitecer, com Shikadai batendo nele.

Shikadai pergunta a Ryōgi se ele está com a Gangue Byakuya, notando que ele conhecia a reputação do laboratório de Katasuke, apesar de afirmar ser uma recente chegada, concluindo que ele tinha que saber disso por causa da cobertura da vila. Ryōgi tenta desviar, mas Shikadai aponta a lâmpada que Ryōgi trouxe para deixá-los tocar depois do anoitecer, afirmado que o pergaminho está na lista de bens roubados. Ryōgi reage à alegação e percebe que Shikadai o enganou para confirmar sua suspeita. Shikadai não pretende entregá-lo, mas quer que ele pare. Quando Shikadai diz que ele vai acabar sendo o peão de outra pessoa, Ryōgi fica com raiva. Ele diz que Shikadai não o entende, e acusa Shikadai de não se incomodar em tentar se superar em qualquer coisa que ele faça, nem mesmo tentando impedi-lo de fugir. Ryōgi sai e encontra o resto da Gangue Byakuya. Gekkō diz que é hora de implementar a parte final do plano deles.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.