FANDOM


Trata-se de uma habilidade que um jinchūriki é capaz de realizar, quando em sua forma de besta com cauda. O jinchūriki usa o chakra bruto da sua Besta com Cauda para criar braços de forma que ele pode manipular livremente para atacar seus inimigos e para auxiliar na performance de técnicas, além de ser capaz de atacar um adversário mais rápido do que um usuário do Sharingan possa reagir.[2]

Visão Geral Editar

As mãos dos braços são formadas com garras de chakra enquanto o resto do braço parece não ter qualquer tipo de articulação, permitindo assim, ter movimentos flexíveis que geralmente seriam impossíveis para os braços normais. O usuário pode criar qualquer número de braços que ele desejar e que também podem servir para outros fins, tais como ganchos, agarrar objetos ou inimigos a grandes distâncias, por meios ofensivos. Um exemplo é um simples toque em um braço de Kurama, causando queimaduras fatais, devido ao seu ódio fervilhado. Devido a ter o chakra ligado ao seu corpo, os braços de chakra podem crescer em tamanho a partir da quarta cauda, onde os braços ou qualquer outra parte do corpo do jinchūriki poderá se dividir em dois ou mais apêndices totalmente operacionais.[3]

Em seu Modo de Chakra do Nove-Caudas, Naruto Uzumaki pode usar os braços de chakra em maior escala, como ele pode usar e liberar os braços de chakra de qualquer lugar em seu corpo em uma pequena ou grande escala. Estes braços ainda têm o poder de esmagar pedras sem Naruto se esforçar muito.[4] No anime, Naruto foi capaz de esmagar uma espada com um braço de chakra apenas apertando seu punho.[5]

Depois de alguns treinamentos, ele dominou os braços de chakra, sendo capaz de manipular várias pedras e formas geométricas, sem esmagá-las.[6] Agora, ele é capaz de usá-los em uma tentativa de criar uma nova técnica: o Rasengan da Besta com Cauda desde que ele foi aconselhado pelo Gyūki a não usar a Técnica dos Clones das Sombras enquanto estiver nesta forma.[7] A maestria de Naruto com os braços de chakra tornou-se tão grande que ele foi capaz de criar vários de uma vez para lançar ataques em vários inimigos, usá-los para puxar os inimigos para o ataque, auxiliar para a criação da Liberação de Vento: Rasenshuriken[8] e até mesmo criar pequenos braços em torno de seu dedo. Os braços também concedem-lhe um maior nível de destreza e capacidade de manobra que normalmente seria uma situação insolúvel,[9] como ele fez ao guiar seu Rasenshuriken durante sua luta contra o Terceiro Raikage reencarnado.[8] Não só isso, Naruto pode controlar cada manto individual que ele para proteger seus aliados.

Braço de Chakra da Besta com Cauda de Obito

A versão de Obito.

Obito foi capaz de usar isto depois de se tornar o jinchūriki do Dez-Caudas. Ele o fez exercendo o chakra do Dez-Caudas das dez saliências pontiagudas, provenientes de suas costas.[10] Os braços são fortes o suficiente para rasgar em pedaços as Quatro Formações Vermelhas Yang dos Hokage com facilidade, apesar de ser capaz de proteger todos da gigantesca Bola da Besta com Cauda.[11]

Curiosidades Editar

  • Killer B foi mostrado usando esta técnica, embora em vez de braços, ele forme chifres que usa para a sua técnica Lariat.[12]
  • Pelo fato dele não poder usar o manto de chakra da Besta com Cauda como Naruto e Killer B, Gaara, em vez disso, usa seu controle da areia para moldar areia existente nos braços. Ele mostrou técnicas semelhantes quando ele começou a se transformar no Shukaku.

Referências Editar

  1. Naruto capítulo 569, página 8
  2. Naruto capítulo 231, página 6
  3. Naruto capítulo 294, páginas 5-10
  4. Naruto capítulo 515, página 9
  5. Naruto: Shippūden episódio 317
  6. Naruto capítulo 516, página 14
  7. Naruto capítulo 519, página 15
  8. 8,0 8,1 Naruto capítulo 554, página 1
  9. Naruto capítulo 549, páginas 10-11
  10. Naruto capítulo 638, página 11
  11. Naruto capítulo 638, páginas 11-12
  12. Naruto capítulo 413, páginas 10-11

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Braços de Chakra da Besta com Cauda

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.