FANDOM


Por favor, note que este é um artigo da Wiki Naruto sobre Capítulo 24. Caso você esteja procurando o artigo sobre o Personagem, você deve ir para Kawaki.

Jigen e Delta conversam enquanto compartilham a refeição. Delta está preocupada com a recuperação de Koji Kashin do "dirigível". Jigen está confiante em suas habilidades e lealdade à missão. Jigen considera a possibilidade de algo ter despertado seu interesse, e Delta quebra a mesa com raiva, exigindo saber a explicação de Jigen por quanto tempo a recuperação do dirigível demorará. Jigen cria uma nova mesa com o resto da refeição a partir da que Delta quebrou. Apesar de sua confiança em Koji Kashin, Jigen permite que Delta verifique o progresso da missão e informe-o se houver algum problema.

Os shinobi de Konoha observam o garoto desmaiado, notando seus ferimentos leves e a marca que ele compartilha com Boruto. Boruto sente sua marca pulsar, e o menino se mexe, sentindo a mesma dor. O garoto inconsciente sonha com quando seu pai abusivo o vendeu para Jigen, que lhe disse para ficar à vontade, já que ele era seu pai agora. Quando Kawaki acorda, Konohamaru percebe o perigo e faz todos pularem para trás. Kawaki acorda gritando para não tocá-lo em uma súbita onda de energia. Konohamaru leva a onda como prova de que ele foi o único que derrotou as outras marionetes.

Kawaki pergunta com raiva se eles são perseguidores da Kara. Konohamaru identifica o grupo como ninjas de Konoha. Koji Kashin observa de longe e é acompanhado pela Delta. Eles conversam brevemente, e ele pergunta se ela trouxe um "externo". Ela confirma ter trazido Garō. Kawaki pergunta-lhes o porque dos ninjas de Konoha estarem interessados nele, e eles explicam como eles vieram conhece-lo. Kawaki não confia neles quando os mesmos pedem que ele informe sobre o dirigível, e ameaça matá-los quando eles querem levá-lo.

Boruto mostra a ele seu Karma e pergunta a ele sobre isso. Delta é surpreendido por isso. Kawaki pega a posse de Karma de Boruto como prova de que ele é da Kara. Eles são interrompidos pelo "externo" Garō, dirigindo-se a Kawaki como o receptáculo, que discute o fato de ser tratado como um objeto, e lembra Garō que ele arrancou sua mandíbula. Garō lança um ataque, Kawaki cobre a distância entre eles rapidamente, e faz seu próprio ataque, transformando seu braço direito em uma lâmina. Garō bloqueia-o com sua arma e observa como o enfraquecido Kawaki está. Kawaki não se preocupa com isso.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.