FANDOM


Refletindo sobre as palavras de Naruto, Lee se lembra do tempo em que passou com Neji e, quando Naruto transfere um pouco de seu chakra para Lee, o jovem — agora determinado — fecha os olhos de seu companheiro caído respeitosamente. Maravilhado com o chakra que também o cerca, Kakashi reflete sobre sua conversa anterior com Shikaku sobre como Kurama é capaz de, através de Naruto, coincidir o seu próprio chakra com o de diferentes shinobi. Observando sua linhagem, Kurama reflete silenciosamente que Kushina e Minato foram ultrapassados por seu filho, mas assinala que este é o poder que eles queriam passar para ele. Enquanto isso, no topo do Dez-Caudas, Madara decide dar uma mão para Obito e é capaz de libertá-los da Técnica de Imitação pela Sombra do clã Nara. Quando a besta tenta atacar a Aliança com suas caudas, vários shinobi o atacam, causando um grande dano à besta. Como Hiashi declara que o sacrifício de Neji não será em vão, Obito zomba dele e faz a besta cercá-los com suas caudas, criando assim uma jaula improvisada. Obito, em seguida, observa a ironia de que o clã de Hiashi tinha um sistema no qual as pessoas essencialmente eram deixadas em uma "gaiola" apenas esperando para morrer. Apesar disso, a Aliança recém-recuperada parte para a frente enquanto Naruto nota que a vontade de Neji não está morta ainda, cortando o Dez-Caudas com um de seus Rasenshuriken. Com Lee declarando que ele irá cuidar de Madara, o braço esquerdo de Naruto, que ainda está deslocado, é fixado por Hinata através de seu Punho Gentil. Atingindo o Uchiha, Lee desfere um chute poderoso que corta Madara e Naruto lança seu Rasenshuriken, o qual Obito passa através; com ambos os ataques cortando com sucesso a conexão dos Uchiha à besta, levando-os a recuar. Com isso, Naruto afirma que, ao contrário de Obito, ele não quer cortar os laços com seus companheiros, nem ele quer que eles cortem os deles. Enquanto isso, em Konohagakure, Orochimaru e Taka aparentemente chegam ao seu destino.

Curiosidades Editar

  • Quando a Aliança junto com Naruto parte para a frente cortando as caudas do Dez-Caudas, eles tomam a forma de um pássaro, destacando a filosofia da gaiola, que o pássaro quebrou a jaula e se tornou livre, personificando que a vontade de Neji não está morta.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.