FANDOM


Enquanto os Hokage recém-reencarnados se ajustam com a circunstância em que se encontram, Suigetsu se admira ao estar na presença de Hashirama. Após notarem que suas almas foram liberadas e, em seguida, que eles foram reencarnados, Hiruzen e Minato explicam a situação, Hashirama, sem rodeios, pergunta para Minato quem é ele. Ao se apresentar como sendo o Quarto Hokage, Hashirama fica maravilhado ao ver que a aldeia tinha aparentemente se estabilizado, mas mais tarde fica chocado e um pouco apreensivo ao saber que sua neta tinha herdado o título de Quinta Hokage. A conversa entre os Hokage é logo interrompida após Orochimaru expressar a indignação que ele lhes havia causado ao reencarná-los para destruir Konoha e dizer que Sasuke tem algo para perguntar à eles. A partir deste ponto, Sasuke primeiro questiona o Terceiro sobre o Massacre do Clã Uchiha e Hiruzen sombriamente confirma tudo o que tinha sido dito ao jovem, notando que isso foi algo que Itachi decidiu assumir por conta própria. Sasuke então conversa com Tobirama e o questiona sobre sua decisão, assim como os motivos por detrás dela; dando ao clã Uchiha a responsabilidade sobre a Polícia de Konoha como um sinal de confiança. Tobirama revela que os Uchiha foram um clã possuído pelo mal mas, acima até mesmo que os Senju, eles valorizavam o amor e a amizade acima de tudo, mas como resultado disto, a sua perda tinha um efeito ainda maior do que o normal sobre eles. Ao ouvir tudo isso, o jovem Uchiha se volta para o outrora líder do clã Senju, que levanta duas perguntas a ele: o que a vila significa, e qual é o propósito dos shinobi.

Curiosidades Editar

  • Com base no cronograma de eventos apresentados nos databooks, Hashirama não estaria vivo quando Tsunade nasceu.
  • Na publicação original, quando Sasuke revela o seu Mangekyō Sharingan, ele é representado pelo seu Mangekyō original, sem o Mangekyō de Itachi em cima dele. Na versão tankōbon, o Mangekyō de Itachi é adicionado, resultando no Mangekyō Sharingan Eterno de Sasuke.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.