FANDOM


Por favor, note que este é um artigo da Wiki Naruto sobre o personagem exclusivo do filme. Caso você esteja procurando o artigo sobre o membro do clã Akimichi, você deve ir para Dōtō Akimichi.

Dotō Kazahana (風花ドトウ, Kazahana Dotō) foi o líder do País da Neve, e também o principal antagonista de Naruto o Filme: Conflitos Ninjas no País da Neve.

Personalidade Editar

Dotō repetidamente provou ser absolutamente cruel, arrogante, frio, ambicioso, não recusando em matar seus próprios parentes se eles estivessem em seu caminho. Normalmente, ele foi mostrado sendo calmo, isso, no entanto, pode se transformar em fúria assassina se ele for impedido de atingir seus objetivos. Ele provou ser uma pessoa altamente cruel, rindo histericamente como as pessoas que estavam sendo mortas em seu comando. Com natureza gananciosa e ambiciosa de Dotō, é revelado que ele não está contente com o País da Neve, com intenção de assumir os cinco grandes países Shinobi.

Aparência Editar

Ele tinha homem de pele clara e cabelos pretos. Suas sobrancelhas eram extremamente finas da mesma cor, além de olhos esverdeados. Por toda extensão de seu rosto era possível observar rugas, mais nítidas próximos aos olhos e em sua testa, e algumas marcas no mesmo ângulo. Seu nariz era visivelmente grande, assim como seus lábios grossos. Nada obstante, Dotō era um homem alto e de estrutura corporal cheia, sendo um dos requisitos principais para sua força exercida em confrontos.

Apesar de não vestir muitos acessórios ou se atribuir a um vestuário recheado, Dotō usava uma capa branca com um kimono roxo de algumas listras horizontais em suas extremidades, com uma armadura por baixo desta. Na parte inferior a sua cintura, ele usava um pano verde frontal e traseiro, amarrado a sua cintura por um laço roxo que servia como cinto.

História Editar

Passado Editar

Pouco depois do nascimento de sua sobrinha Koyuki Kazahana, Dotō a procura de um tesouro iniciou confrontos diretos com a segurança do País da Neve, causando a queda de seu irmão, posteriormente o trazendo a óbito. Após a morte do irmão, Dotō tomou posse de todo o reino, bem como Koyuki deixou o país com o tesouro, se tornando atriz nas proximidades do País do Fogo.

Parte I Editar

Busca por Tsunade Editar

Artigo principal: Naruto o Filme: Conflitos Ninjas no País da Neve A primeira aparição de Dotō foi quando ele foi notificado por seus subalternos, de que Kakashi estava a proteger Koyuki enquanto gravava um filme no norte do país. A fim de capturá-la, Dotō entra a bordo de um trem, a encontrando no processo. No entanto, antes que ele pudesse realizar qualquer ação sob a jovem, Sandayu Asama a salva, lutando contra os guerreiros de Yukigakure. Se aproveitando do inconveniente causado, Dotō finalmente consegue matar Sandayu e outros cidadãos em cooperação com o mesmo, tirando proveito de um mecanismo exclusivo de kunai. Embora o trem tenha sido destruído pelas forças unidas do Time Kakashi, ele consegue escapar junto de seus subordinados principais em um dirigível. Depois de algum tempo é revelado que Mizore capturou Koyuki, a levando para dentro do dirigível junto a eles.

Após descobrir que o colar de Koyuki era falsificado, ele o quebra e se irrita, pegando Koyuki pelo colarinho de sua roupa. Como Koyuki suspeitava de que Kakashi havia alterado o colar enquanto ela descansava, Dotō cria planos para capturá-lo. Mais tarde, Naruto consegue se infiltrar no dirigível, mas é derrotado facilmente, mesmo usando seus clones das sombras. Como não poderia permitir a fuga de Naruto, Dotō usa o Dispositivo de Rompimento de Chakra nele, deixando-o inconsciente numa cela subterrânea do dirigível.

Quando os companheiros de Naruto chegam para resgatá-lo, eles são confrontados por Dotō e seus homens, mas Koyuki, por sua vez, lhe entrega o colar verdadeiro antes de tentar uma tentativa frustrada de esfaqueá-lo com uma kunai, o obrigado a revelar o seu novo protótipo da Armadura de Chakra. Depois de levar Koyuki até o pico das geleiras, onde supostamente estava o tesouro, ele acaba por saber que o colar só ativaria a mudança no tempo, tornando o País da Neve em País da Primavera, para o seu desgosto, uma vez que havia pensado que realmente era um tesouro. Quando Naruto e os outros conseguem alcançá-los, Naruto inicia um confronto com ele, fazendo ele demonstrar suas maestrias com a manipulação de Liberação de Gelo, o que dificulta para Naruto por estarem num local repleto de neve. Apesar disso, Sasuke consegue perfurar o mecanismo principal de sua armadura com o Chidori.

Uma vez que Naruto se atribuía ao chakra do Nove-Caudas, o seu chakra drenado passa a se estabelecer novamente, permitindo-lhe usar seus clones das sombras mais uma vez. Irritado com a persistência de Naruto, e o modo em que ele atacava simultaneamente, Dotō realiza um ataque poderoso final com sua armadura. Usando uma de suas técnicas de gelo mais potentes, para derrotar Naruto, ele se torna vulnerável, dando a oportunidade de Naruto desviar de seu ataque e em vez disso, atingi-lo com um Rasengan fatal. Estando em estados já deploráveis, Dotō tenta realizar alguns golpes físicos, mas é surpreendido sendo um clone, sendo novamente atingido por um Rasengan de sete cores. O Rasengan dá danos severos a armadura e corpo de Dotō, causando um colapso no local que cai sobre ele, matando-o. Em seguida, o país é transformado instantaneamente, trazendo a primavera ao invés de um inverno infinito.

Habilidades Editar

Ninjutsu Editar

Transformação da Natureza Editar

Dotō era capaz de trazer e formar o gelo existente no local ao seu uso, formando técnicas poderosas de gelo com assimilações a dragões, de coloração negra (黒氷 Kuro​kōri). Essas técnicas foram fortes o suficiente para quebrar rochedos enormes localizados no fundo, possivelmente causando um dano maior quando em contato com um alvo. Em conjunto com sua armadura, ele poderia alimentar os dragões negros de neve com o chakra drenado de seus alvos, aumentando drasticamente o seu poder destrutivo, de alguma forma.

Ele também era invulnerável de ataques ninjutsu e genjutsu, mesmo que o Chidori de Sasuke pudesse causar uma rachadura em seu mecanismo. Assim como Fubuki Kakuyoku, poderia usar asas criadas a partir deste, podendo realizar voos de diferentes distâncias.

Taijutsu Editar

Apesar de não ter sido mostrado usando muitas técnicas físicas ou movimentos que pudessem refletir a exploração dessa área, Dotō mostrou bons reflexos de ataques gerados por Naruto, da mesma forma que foi capaz de realizar alguns socos, segurá-los ou até mesmo ter uma força necessária para enforcar seus alvos até desacordá-los. Em contrapartida, Dotō não era ágil o suficiente a ponto de desviar de ataques surpresas, embora ainda assim, conseguisse realizar façanhas que colaborassem para que estes não pudessem causar-lhe danos severos.

Por ter um físico bom, ele também conseguia executar ataques violentos, capazes de até mesmo quebrar uma pedra congelada sem sofrer algum prejuízo a si próprio.

Inteligência Editar

Dotō mostrou ter uma inteligência bem aguçada, uma vez que antes da aparição do Time 7 no País da Neve, seus planos ocultos sob o país eram facilmente aplicados, sendo também capaz de liderar um time de criminosos com extrema aptidão. Outra prova é seu conhecimento, o tornando capaz de distinguir um tesouro copiado por Kakashi com facilidade, e desenvolver uma armadura de chakra capaz de suportar danos e absorver chakra constantemente.

Na maioria das vezes, Dotō também mostrou uma percepção incrivelmente habilidosa em relação a técnicas estrangeiras, conhecendo alguns dos kinjutsu mais versáteis de Konoha.

Curiosidades Editar

  • Dotō (ドトウ) pode significar "ondas abundantes", enquanto Kazahana (風花) tem seu significado voltado para uma referência ambígua a "flocos de neves".
  • Ele é o único personagem do filme que também é jogável em Naruto: Ultimate Ninja 2, em sua versão japonesa. Devido a versão europeia não ter transmitido o filme antes ou no mesmo momento em que o filme estreava, sua jogabilidade não foi incorporada.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.