Esta técnica é usada por Fūka para alternar a sua consciência entre os vários corpos que ela tem acesso. Ela precisa fazer isso por causa de seu Shikei Seppun: já que um único corpo não poderia lidar com tanto chakra, ela teve de usar vários para distribuir todo o chakra absorvido durante a sua vida. Desenrolando um pergaminho, ela esconde o seu corpo em um rápido movimento e muda para outro.

Uma vez que os corpos foram feitos para compartilhar a mesma aparência, os novos corpos aparecerão em perfeito estado, o que pode ser usado para criar a ilusão de que Fūka pode, de alguma forma, curar a si mesma. Quando destruídos, os corpos desfazem-se em pó e são substituídos por outro. Cada corpo possui uma combinação única de afinidades elementares.No entanto, uma vez que Fūka alojou sua alma em seu cabelo, e o cabelo é o mesmo para todos os corpos, os danos causados ​​a ele serão permanente.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.