FANDOM


Atacando seu mestre por chamá-lo de gordo, Chōji para no meio do caminho antes de conseguir o golpe, afirmando que ele era incapaz de prejudicar seu sensei. Não tendo em conta as mesmas opções, Asuma desvia sua velho lâmina chakra lançada contra ele por Shikamaru antes de ser forçado a atacar Chōji. Ao desviar o ataque, todo mundo fica chocado ao ver Chōji reagir antes de perceber que Ino havia transferido sua consciência para Chōji. Dizendo para o jovem reconhecer a situação em que estava, Ino diz para ele se lembrar do que aqueles brincos simbolizam, Asuma solta outra nuvem ardente de cinzas, e Chōza usa seu corpo para protegê-los. Apelando para seu filho começar a agir como o 16º líder do clã Akimichi. Recordando do juramento que ele havia feito, Chōji cresce suas asas de borboleta, surpreendendo a todos. Chocando seus companheiros com a quantidade de peso que ele estava perdendo, eles começam a se preocupar acreditando que ele havia ingerido uma das Três Pílulas coloridas, Chōza corrige dizendo que foi o Chōji que usou a técninca do clã de Controle de Calorias. Chōza diz que ele não é mais necessário ali, e deixa o campo de batalha se desculpando que seu filho havia sido um obstáculo até agora e que este não seria mais o caso. Preparando o Bombardeio do Projétil de Borboleta, Chōji é acompanhado por seus companheiros enquanto eles preparavam o ataque. Se apoiando nas costas de Shikamaru, Ino usa o Shinten Bunshin no Jutsu para assumir o controle de dois Zetsu Branco e entra na batalha com Asuma. Apoiando ela, Shikamaru usa sua sombra para tirar Asuma de sua posição, deixando-o aberto para Chōji acertar Asuma em uma formação rochosa nas proximidades. Antes de ser selado, Asuma diz que ao trio que sua formação estava perfeita (afirmando que ele não poderia dizer antes). Motivado, Chōji cresce a gigantescas proporções e declara que ele irá acabar com essa batalha e exigia a ajuda de seu time, eles concordam enfaticamente.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.