FANDOM


Por favor, note que este é um artigo da Wiki Naruto sobre o episódio 426 de Naruto: Shippūden. Caso você esteja procurando o artigo sobre a técnica, você deve ir para Tsukuyomi Infinito. Para outros usos, veja Tsukuyomi Infinito (desambiguação).
Sasuke protege o Time Kakashi com seu Susanoo

Sasuke protege o Time 7 dos meteoritos e da luz do Tsukuyomi Infinito.

A Aliança Shinobi continua lutando contra Tobi, que prepara seu ataque e, embora Ōnoki tente evitar, não é possível devido à sua baixa quantidade de chakra. Tobi percebe que o Tsukuyomi Infinito foi iniciado, e decide abandonar o campo de batalha. Os shinobi começam a perceber que do outro lado da divisão estão caindo meteoritos da terra e em uma quantidade volumosa. Shikamaru começa a analisar o campo e percebe que algo ruim está prestes a acontecer. Naruto prepara vários Rasenshuriken da Bola de Besta com Cauda para combater os meteoritos que estão caindo, mas Sasuke percebe que o terceiro olho de Madara havia sido projetado na Lua, ele em seguida, desce em alta velocidade e protege o Time Kakashi com seu Susanoo, não permitindo a luz do genjutsu chegar até eles.

Tobirama observando um corpo preso nas raízes

Tobirama observa o corpo nas raízes e se pergunta o motivo de não ser pego no genjutsu.

Após a rápida proteção de Sasuke, Madara finalmente inicia o Tsukuyomi Infinito, fazendo a lua emitir muita luz por todo mundo ninja e colocar todos sob um sonho. O genjutsu pega todos presentes no mundo e Madara prende aqueles que foram pegos no sonho com sua técnica. Enquanto isso, Zetsu Negro fica surpreso ao ver que o Rinnegan de Sasuke impediu que a luz transmitisse através de seu Susanoo. Naruto revoltado por não salvar seus amigos, tenta sair de dentro do Susanoo, mas Sasuke impede-o afirmando que se ele sair, todos estariam suspensos à morte e ele ficaria preso no genjutsu como os outros. Em outro local, Tobirama se pergunta porque ele não é afetado como os outros, e Hiruzen fica surpreso ao ver que Tobi era Yamato, que se lembra de quando foi capturado por Kabuto, mas infelizmente acaba sendo afetado pelo genjutsu e pego nas raízes da Árvore Divina.

O sonho de Yamato

O sonho de Yamato.

Depois de ser pego no genjutsu, Yamato começa a ver imagens de seu passado como uma criança acompanhado com Yukimi e quando foi Anbu. Yamato começa a se sentir desolado, até que Kakashi diz para ele que há um lugar pra ele ter, e estende a mão. Yamato, muito feliz, se direciona até Kakashi, mas Kakashi é preso por Kabuto, que foge dizendo que roubará o Sharingan. Naquele momento, Naruto, Sakura e Sai pedem pra Yamato ajudá-los a irem atrás de Kakashi, e começam a procura. Chegando ao portão de Konoha, Kabuto confronta eles, no entanto, Sasuke aparece e usa a Corrente de Chidori no chão, eletrocutando-o. Kabuto joga então um veneno líquido no rosto de Sasuke, deixando-o para trás, mas Yamato consegue salvar o Uchiha e Kakashi. Mudando de local, Yamato encontra-se com Tsunade junto de todo o Time 7, e Kakashi notifica Yamato junto de Tsunade que ele seria o líder oficial do time. Inicialmente, ele sente-se inseguro, mas aceita a proposta, ficando muito feliz.

Enquanto isso, fora do Tsukuyomi Infinito, Minato acorda em cima de seu rosto em Konoha e fica surpreso ao ver que as raízes da Árvore Divina estarem espalhados por toda a área, e fica querendo saber o que houve.

Curiosidades Editar

  • Na pré-visualização desse episódio, Kaguya é retratada no céu normalmente, enquanto neste episódio, ela aparece de forma transparente.
  • No mangá, Naruto tinha apenas seis Esferas da Busca da Verdade, enquanto no anime, ele tinha sete.
  • Kabuto é erroneamente retratado com seu chifre direito intacto.
  • No mangá, Yamato já foi pego no Tsukuyomi Infinito, logo que Tobi o soltou, enquanto no anime, Yamato foi capaz de ter uma breve conversa com o Terceiro Hokage antes de cair no Tsukuyomi Infinito.
  • No mangá, Minato é erroneamente retratado com seis Esferas da Busca da Verdade sobre seu casaco, mas isto é corrigido neste episódio, mostrando ser apenas cinco esferas.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.