FANDOM


Gamamaru falando com o sapo mensageiro

Gamamaru é notificado do sumiço de Hamura.

Se passado algum tempo desde que Hagoromo chegou ao Monte Myōboku para treinar o Modo Sábio, ele finalmente consegue dominar o poder e libera um intenso e renovador poder que destrói uma das grandes rochas que ficam do outro lado da ponte do monte. Gamamaru se surpreende com o avanço e comenta que, assim então, Hagoromo estava pronto para lutar contra sua mãe. Imediatamente, um sapo mensageiro chega as pressas e dialoga com Gamamaru, que percebe que Kaguya retornou mais cedo que o previsto e soube do desaparecimento de Hagoromo, bem como o sumiço de Hamura — que agia como informante. Eles têm a ideia de retornar para o pequeno vilarejo e tentar reverter a situação por bem, mas ciente das possíveis consequências e da visão futurística de Gamamaru, Hagoromo ordena que todos os aldeões saiam provisoriamente de suas casas e partam para outro país, de preferência.

Os Ōtsutsuki mencionados por Kaguya

Kaguya cita antigos Ōtsutsuki como o caos e sua insegurança.

Então, ele retorna para o palacete de Kaguya, onde antes de sua entrada a residência, recebe um selo especial de Gamamaru. Ao entrar, irritada com a situação e com seu filho, Kaguya dá algumas broncas, mas são interrompidas severamente pelo tom de voz de Hagoromo, que tenta justificar sua saída, tal como inicia um questionário referente aos rituais malignos realizados por ela em acordo com a Árvore Divina. Vendo-se trancada com tantas perguntas, Kaguya conta sobre a história da árvore e aproveita o momento para justificar seus surtos de proteção, que se originou desde os tempos em que ela foi mandada para a Terra, a fim de escapar de outros Ōtsutsuki, que buscavam a mesma coisa. Prosseguindo com sua explicação, ela comenta que ao chegar no habitat atual e se relacionar com humanos, eles a decepcionou com atitudes repugnantes, fazendo ela perder sua melhor amiga e rebelar-se contra os infames presentes no local.

Shinju se transforma em Dez-Caudas

A Árvore Divina se transforma no Dez-Caudas.

Impaciente com o discurso medíocre de sua mãe, Hagoromo diz que ela estaria apenas piorando a situação e assassinando inocentes de quem ele se apaixonou, o que irrita Kaguya novamente, ordenando, em seguida, que Hamura aparecesse ao seu comando, assemelhando-se a uma marionete. No mesmo momento, ele ataca Hagoromo com alguns golpes, que o último consegue bloquear maioria deles. Tendo um local pequeno ao seu favor, eles conseguem sair para a parte externa da residência e lutarem. Todos os golpes são acompanhados por Gamamaru, que se pergunta as próximas ações de Hagoromo. Surpreendentemente, Hagoromo acerta um golpe certeiro no coração de Hamura, aparentemente, o fazendo desacordar até que desse em óbito legitimamente. Sem reação, Hagoromo desperta o Mangekyō Sharingan em conjunto com o Rinnegan, aproveitando para pegar o selo especial dado por Gamamaru e colocar sobre o peito de Hamura, trazendo-o de volta a sã consciência. Kaguya finalmente sai de seus aposentos e se prepara para confrontar seus dois filhos, do mesmo modo em que a Árvore Divina se transforma no Dez-Caudas.

Hagoromo mostra as bestas para Hamura

Hagoromo mostrando suas recém-criações antes da deserção de Hamura.

Retornando ao mundo real, Zetsu Negro conta que assim iniciou-se o confronto familiar, durando muitos meses e, subsequentemente, destruindo todo o local onde tinham reservado para a batalha. Após esses meses, finalmente Hagoromo e Hamura mostraram suas verdadeiras forças e conseguem selar Kaguya em um gigantesco satélite criado pelos seus poderes em conjunto. Apesar de Naruto e Sasuke parecerem um pouco confusos, Zetsu Negro retorna sua explicação de forma sarcástica e diz que antes de ser selada, Kaguya criou-lhe com o objetivo de fazê-la retornar para o mundo novamente. Ele diz que esperou algum tempo até que Hamura fosse até a Lua restaurar e estabilizar o clã original novamente, enquanto Hagoromo criava seus dois filhos, Indra e Asura na Terra e espalhava as dádivas do ninshū com suas bestas com caudas.

Zetsu em direção ao túmulo de Madara

Zetsu planejando encontrar o corpo de Madara preso nas tumbas subterrâneas.

Sem opções do que fazer, passam-se milênios, chegando então, na era de Madara e Hashirama, onde ele estava realmente disposto a incorporar suas armadilhas nesta época. Levando algum tempo até que recuperasse a instabilidade entra o clã Uchiha e Senju, Zetsu finalmente conseguiu manipular o testamento deixado por Hagoromo na Tabuleta de Pedra dentro do Santuário Naka. Madara, por sua vez, coberto de ambição para aplicar a paz de um método mais racional, deixa-se levar pelas palavras alteradas de Zetsu Negro, e finalmente, confronta Hashirama pela última vez, onde arranca e engole um pedaço de sua carne para uso pessoal futuramente. Ele é declarado morto mais tarde, e colocado em uma sala trancada por um poderoso fūinjutsu desconhecido desenvolvido por Tobirama, impedindo a entrada de estranhos, principalmente pelo fato de estar estudando o Sharingan. Apesar disso, Zetsu consegue adentrar as profundezas subterrâneas e observar Madara sem que ninguém visse. E, após um tempo, Madara finalmente usa seu olho para trocar de lugar, saindo do caixote e colocando um clone da sombra em seu lugar.

A criação da Akatsuki segundo Zetsu

A Akatsuki é criada com o objetivo de acelerar o ressurgimento de Kaguya.

Mais tarde, ele encontra uma caverna longe da vila e abriga nela. Com o pedaço da carne de Hashirama, ele aplica o DNA presente na carne em seu próprio corpo, a fim de obter o senjutsu poderoso que Hashirama tinha. Um pulo temporal acontece e Madara é influenciado a criar um Zetsu completo, contendo um corpo branco — que havia se originado na Estátua Demoníaca do Caminho Exterior — e um preto, que procuraria "representar sua vontade". Enquanto Madara se recuperava, Zetsu procurava criar a Akatsuki, que viria aplicar a grande guerra shinobi, e se tornar um dos passos essenciais para a ressurreição de Kaguya. No final do episódio, Kaguya é mostrada chorando continuamente, mostrando sua tamanha decepção por seus filhos, que em seu tempo, poderiam obedecer suas ordens e tornarem um lar perfeito somente deles.

Curiosidades Editar

  • Existem vários erros neste episódio:
    • O Rinne Sharingan do Dez-Caudas é erroneamente interpretado com seis tomoe.
    • As marcações do Rinnegan com nove magatama sobre as costas de Hagoromo e Hamura estão ausentes.
    • O chifre de Kinshiki é representado cortado, o que na realidade, ocorreu apenas em sua luta contra Sasuke no filme posterior.
    • Durante a cena de selamento de Kaguya, o shakujō de Hagoromo desaparece.
    • Apesar de Hamura e Hagoromo terem como principal objetivo selar o Dez-Caudas, esse episódio contradiz, visto que eles selaram Kaguya, mesmo não sabendo que ela estava com o mesmo.

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Naruto Shippūden - Episódio 462: O Passado Construído

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.