FANDOM


Asura e Taizō são julgados pelos aldeões

Asura e Taizō são julgados pelos aldeões por usarem práticas do ninshū.

Asura sente uma grande quantidade de chakra sendo emitida do local, e conclui que os troncos da Árvore Divina têm feito os aldeões ficarem doentes, uma vez que estes estavam servindo como energia para aquele fruto. Logo, Taizō e Asura começam a alterar a visão sob o líder da aldeia, suspeitando que ele soubesse do inconveniente e seus efeitos para sua população, dado que ele tinha aquele local sob seus domínios e extrema vigilância. Mais tarde, eles vão conversar com o líder da aldeia e discutem sobre esse ocorrido, e começam a rever como a Árvore Divina tem se tornado um verdadeiro caos para a vila, começando a drenar o solo, causando as secas intermináveis, e as inúmeras mortes por desidratação. Kanna, por sua vez, decide permanecer na vila e suportar as próximas situações. Tentando reverter a situação desconfortante, Asura expõe para todos os aldeões, mas eles se revoltam contra Asura quando ficam sabendo de seus domínios com o ninshū — por repudiarem a prática. Hagoromo e Gamamaru conversam sobre as missões de Indra e Asura respectivamente, notando que ambos irmãos foram para vilas completamente diferentes, mas com os mesmos problemas. Por parte, Indra rigorosamente entende que os aldeões seriam incapazes de concluir tudo aquilo e se vê na necessidade de dar êxito sozinho. Do outro lado, na vila em que Asura está ajudando, ele lembra das palavras de Hagoromo, decidindo então, ajudar a vila sem destruir a Árvore Divina, mesmo sabendo que isso poderia levar anos. Passado algum tempo, Indra finalmente volta para o País dos Ancestrais.

Gamamaru observando as ações de Asura

Gamamaru observa as ações de Asura na vila.

Enquanto isso, Asura continua seu trabalho na vila com Kanna, obtendo a construção de um poço para nutrir as necessidades básicas dos aldeões. Hagoromo reflete sobre o retorno de Indra e espera Asura retornar até que possa dar sua resposta sobre o novo sucessor do ninshū. Indra continua sendo influenciado por Zetsu Negro nas madrugadas, enquanto visitava um bosque ao lado de sua casa. Após um ano ter passado desde o anúncio das missões, Asura volta para seu país nativo com alguns aldeões da vila que acabará de ajudar. Gamamaru, o qual observou as missões de longe durante todo o período, informa Hagoromo que além de ter ajudado na reconstrução e pacificação da vila, Asura também conseguiu pregar os ensinamentos do ninshū, dando a oportunidade dos aldeões conseguirem dominar seus próprios chakra e formarem técnicas. Além disso, a parte da Árvore Divina que estava localizada na vila também foi destruída por Asura em colaboração com os outros, o que lhe permitiram encontrar reservas subterrâneas de água. No final, Hagoromo toma sua decisão.

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Naruto Shippūden - Episódio 467: A Determinação de Asura

  • Episódio 467: A Determinação de Asura

    15 mensagens
    • Rodrigo Ōtsutsuki escreveu:Eu gostei do episódio.Demonstrou muitas semelhanças entre Ashura e Naruto. E como vimos, o Mangekyo de Indra...
    • 186.225.239.61 escreveu: Rodrigo Ōtsutsuki escreveu:Eu gostei do episódio.Demonstrou muitas semelhanças entre Ashura e Naruto. E como vimos...
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.