FANDOM


Por favor, note que este é um artigo da Wiki Naruto sobre o episódio 487 de Naruto: Shippūden. Caso você esteja procurando o artigo sobre o dōjutsu kekkei genkai, você deve ir para Ketsuryūgan.
O Susanoo de Sasuke acaba com o Tufão de Fūshin

Sasuke derrota a técnica de Fūshin.

Fūshin se recusa a comentar sobre o Ketsuryūgan para Sasuke, em seguida formando selos de mão e criando rajadas poderosas de vento contra Sasuke. O ninja de Konoha, no entanto, não se intimida e tenta se afastar dos ventos saltando em árvores, mas Fūshin começa a lançar várias lâminas contidas com chakra para acertá-lo de acordo com o ângulo que o vento contorna. Sasuke parte para cima de Fūshin, mas ele tenta evitar criando um enorme furacão de vento, poderoso o suficiente para devastar a área em volta, e sendo contido somente pelas espadas do Susanoo de corpo completo de Sasuke. Fūshin novamente cria um furacão, embora este último seja em uma escala muito maior que o anterior e mais poderoso, levando a Sasuke desativar seu Susanoo por não conseguir mantê-lo, mas, ainda assim, desaparecer do alcance visual de Fūshin, e reaparecer no ponto fraco do furacão: a sua extremidade. Uma vez que o furacão não emite ventos em sua parte superior, Sasuke cria um Chidori e desce rapidamente para acertar um golpe em seu adversário, criando alguns relâmpagos roxos no campo e desativando as tempestades de ventos que fora criadas. Com Fūshin derrotado, Sasuke insiste em pedir para o homem lhe dizer a verdade, o que não é possível, induzindo a ler os pensamentos dele através do Sharingan. Apesar disso, pouco tempo após entrar nas memórias de Fūshin, Sasuke é pego no mesmo genjutsu anterior do Ketsuryūgan e, por mais que negue cair novamente, a inversão do genjutsu é falha, e por mais que evolua o poder do genjutsu para o uso exclusivo do Mangekyō Sharingan, Sasuke se dá por conta que Fūshin escapou.

Chino e Sasuke conversam no Vale do Inferno

Sasuke conversa com Chino no Vale do Inferno.

Sasuke caminha durante todo o dia para chegar no Vale do Inferno, o que indica ser uma longa viagem, dado que Sasuke teve que pedir informações para um viajante que passava por áreas próximas do seu destino. Chegando a um vale coberto por uma densa névoa, e um cheiro extremamente desagradável, Sasuke se questiona sobre a vivência do clã Chinoike no local. Inesperadamente, a voz de Chino surge em meio da névoa, pedindo para que Sasuke olhasse em volta, e visse os ossos de humanos, indicando vida no local. Chino conta para Sasuke a maneira que os membros do clã foi exilado pelo clã Uchiha, condenados a comerem restos e viverem às custas de algo inesperado. Mesmo assim, a garota adverte que Oyashiro havia a sequestrado do vale, levando-a para sua mansão sozinha. Isso faz Sasuke recordar o modo de vida tido, sem sua família, e recorda as lembranças de Naruto como órfão e jinchūriki renegado pela própria nação. Sasuke se intriga com a situação. Chino ativa seu Ketsuryūgan para mostrar-lhe a verdade.

Fūshin e Chino conversam sobre Kekkei Genkai

Fūshin e Chino conversando sobre suas kekkei genkai.

Chino revela que após ser sequestrada unicamente por Oyashiro, ele a obrigou treinar com vários outros meninos também capturados, a fim de torná-los suas cobaias para serem usadas no Coliseu. Depois de um dos confrontos de Chino contra um dos garotos, ela foi capaz de utilizar seu Ketsuryūgan, o que incentivou para a perca da orelha do seu adversário. Como benefício, ela conclui comentando que Oyashiro sempre a curava e ficava feliz por saber que seu poder crescia potencialmente. Quando Chino se tornou mais velha, ela foi levada para o Coliseu, onde teve que confrontar Fūshin com sua Liberação de Tufão. Apesar de Fūshin ser um oponente formidável, e todos no Coliseu confiarem em seu poder, Chino consegue derrotá-lo colocando-o em um genjutsu. Como políticas do Coliseu, Fūshin passa a ser de posse de Oyashiro, dando oportunidade de Chino se resolver com o mesmo e compartilharem emoções por serem, ambos, usuários de kekkei genkai. Em uma das noites juntos, Fūshin diz para Chino como se sentia com suas memórias indesejadas, uma vez que foi culpado por um tornado de vento no País da Água, lugar onde nasceu. A conversa causa tensão, e faz Chino relembrar que não tem uma família, derramando lágrimas no final. Eles se tornam amigos mais próximos e fogem da mansão de Oyashiro junto de outros companheiros, quando descobrem que há chances de Chino conhecer seus parentes no Vale do Inferno.

Fūshin e Chino na Vila dos Bambus

Chino e Fūshin abrigados por Iō na Vila dos Bambus.

Enquanto viajavam, o Grupo do Relâmpago passaram na Vila dos Bambus e viram os aldeões desta sendo oprimidos pelos mais ricos, incentivando que eles os ajudassem, e passassem a ser considerados ladrões educados, de tal forma a conceder moradia e comida quando em apuros. Durante suas estadias maravilhosas, o Grupo do Relâmpago passou a exercer serviços diretos para o Mizukage, Yagura, este que tinha planos para matá-los e conseguir uma aliança com o daimyō do País da Geada. Estando sujos com Kirigakure, o grupo acabou perdendo todos os créditos com as vilas que tinha ajudado anteriormente, até mesmo com a Vila dos Bambus, que recusara doar poucos mantimentos para deixá-los sobreviverem. Pouco a poucos os membros começaram a falecer, sobrando apenas Fūshin e Chino. Eles partem, finalmente, para o Vale do Inferno, mas não encontram nenhum sobrevivente. Revoltada, Chino começa a se desesperar por não se lembrar de nenhum de seus ancestrais e, logo são surpreendidos por dois ninjas de Kirigakure que tentam matá-los. Fūshin consegue esfaquear um dos ninjas seguidamente da ativação do Ketsuryūgan de Chino, que torna o outro em um homem explosivo. Quando se salvam dos inimigos, eles prometem se vingar.

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Naruto Shippūden - Episódio 487: Ketsuryūgan

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.