FANDOM


Yurito e Shikamaru nos documentos

Yurito e Shikamaru trabalhando nos relatórios pós-guerra.

Kakashi vai até um escritório onde Shikamaru termina de arrumar inúmeras pilhas de relatórios pós-guerra. Shikamaru, como sempre, é ligeiro ao informar os papéis que Kakashi procura. Surpreso com tamanha eficiência, Kakashi aconselha a Shikamaru tirar folgas durante alguns tempos, fazendo Yurito concordar com o Hokage. Horas depois de concluir o trabalho em parte, Shikamaru vai até a sacada da Residência Hokage para observar as nuvens enquanto abre um isqueiro. Em seguida, Yurito se aproxima criticando a sua posição, considerando que como ninja deveria estar lutando pela vila. Shikamaru comenta sobre o tempo em que não observava as nuvens e, imediatamente, nota um pássaro voando pelos ares. Yurito novamente faz uma crítica em relação a forma em que Shikamaru se submete enquanto não está trabalhando, e eles dois voltam a terminá-lo. No final da tarde, quando o expediente de Yurito termina, ele sai alegremente pela sala, onde encontra Kakashi, que entra logo após na sala de onde o último saiu. Ao entrar, Shikamaru pergunta o porquê de ter escolhido um jovem como Yurito para ajudá-lo. Kakashi usa como argumento o final da guerra, iniciando sobre a juventude das pessoas que estiveram em risco, principalmente Naruto. Shikamaru concorda, uma vez que deseja que Naruto se torne o próximo Hokage. Virando-se para a janela, Kakashi recorda Shikamaru sobre um inconveniente do qual ele sabia, mas sem resultados, Kakashi deseja sorte, convidando-o para sair logo após do término da revisão dos textos. Apesar de ser grato pelo convite, ele recusa, já que jogaria shōgi junto do Tsuchikage, Ōnoki. Kakashi ri ao lembrar da expectativa de Ōnoki para vencer de Shikamaru na partida, saindo da sala.

Chōji, Shikamaru e Ino conversando no Yakiniku

Chōji, Shikamaru e Ino conversam sobre os velhos tempos e comem no Yakiniku Q.

Durante a noite, Shikamaru joga com Ōnoki, mas devido o idoso estar encurralado nas próprias jogadas, o tempo acaba passando rápido, obrigando Shikamaru desistir da partida antes mesmo de terminar — embora, ainda assim, tenha vencido Ōnoki —, para treinar durante a madrugada. Durante seu treino, ele tenta atirar kunai em um alvo, mas alguns dos equipamentos não são acertados com sucesso na posição almejada. Os dias se passam rapidamente, inclusive com o Hokage inaugurando uma nova Biblioteca de Konoha, desde a sua destruição na luta contra Pain. No dia seguinte, Kakashi observa e sugere inovações em construções dentro da vila, e, durante a noite, ele vai até Yakiniku Q para jantar com seus antigos companheiros, Ino Yamanaka e Chōji Akimichi. Eles conversam sobre suas novas profissões, dado que os dois últimos se tornaram instrutores, enquanto Shikamaru solitariamente se isolou numa sala como braço direito do Hokage. Depois de algum tempo, eles terminam, e Chōji recebe alguns chicletes dos quais comiam enquanto crianças. Ino reclama do sabor muito doce. Shikamaru, por sua vez, deseja ir embora, recusando outro pedido para comerem em outra churrascaria. Todos se perguntam o motivo dessa despedida em um momento descontraído entre amigos, mas Shikamaru está cansado e também precisa ir resolver assuntos das Forças Aliadas Shinobi no dia seguinte a partir do amanhecer. Chōji lembra que Temari e Kankurō irão, e Ino zomba de Shikamaru, insinuando que o mesmo tornava Temari mais importante que eles dois. Shikamaru tenta negar o pensamento, mas Ino comicamente lhe dá cascudos.

Pergaminho de Sai sobre o País do Silêncio

O relatório de Sai sobre o País do Silêncio.

Ao longo da reunião da União Shinobi, Chōjūrō com o auxílio de Shikamaru passa os relatórios não-terminados sobre o desaparecimento de ninjas desde a Quarta Guerra Mundial Ninja, mas sem respostas fixas, os representantes das outras vilas ficam insatisfeitos. Shikamaru decide esperar mais um mês até que tudo seja esclarecido com maior aptidão. Posteriormente a reunião, Shikamaru é parado por Temari que, questiona a tensão em suas palavras, imaginando que hão problemas em Konoha. Ingenuamente arrogante, Shikamaru não dá uma resposta convincente para Temari, que lhe dá um forte tapa no rosto, antes de sair do local com sutilidade. Ao retornar para Konoha a fim de relatar os ocorridos para Kakashi, Shikamaru expõe sua felicidade em ter recebido um tapa de Temari a ponto de recordar seu pai em seus momentos explosivos. Seguindo com o assunto, ele teme de que Temari busque sobre o País do Silêncio e descubra a forma que Konoha passou a lidar com os assuntos sem o consentimento das demais vilas. Kakashi, no entanto, ameniza dizendo que tudo ficaria bem com o retorno de Sai. Imediatamente, um pássaro de tinta enviado por Sai regressa à vila com uma mensagem sobre sua infiltração. Na mensagem, Sai cita claramente sobre o avanço dos ninjas foragidos em colaboração com um líder desconhecido chamado Gengo. Ele deixa claro a forma em que Gengo pretende destruir a harmonia entre as vilas.

Shikamaru conversando com sua nova equipe

Shikamaru conhece sua nova equipe.

Estando numa situação arriscada, inclusive por Sai estar em apuros mesmo estando acompanhado por um time de Anbu totalmente inteligentes, Shikamaru sugere que Kakashi libere para ele com outros dois membros da Anbu se juntem na missão ocultamente, a fim de não jugar a reputação de Konoha completamente. Kakashi tenta interferir, mas seus esforços são inúteis, acabando por deixá-lo. Ele dispõe de escolher os dois outros membros. Shikamaru vai até sua sala e remove seu nome de uma tabela de tarefas, pedindo para Yurito cuidar de tudo enquanto estiver fora. Yurito fica triste por não poder ir para a missão junto, mas promete cuidar das obrigações. Depois de arrumar suas coisas antes de partir, Kakashi apresenta os membros acompanhantes para a missão: Hinoko e , ambos com habilidades perfeitas para uma missão deste nível. Rō mostra sua capacidade inicialmente ao desaparecer sem demonstrar seu chakra, se revelando atrás de Shikamaru. Segundo o mesmo, sua técnica se baseia em esconder o chakra e, até mesmo, alterar a percepção do inimigo em relação a essa especialização. Quanto a Hinoko — da qual se irrita com o fato de Kakashi divulgar seu nome verdadeiro —, ela aponta seu dedo para Shikamaru, formando uma esfera amarela que dispara em uma lança capaz de assassinar a longa distância.

Kurenai, Mirai e a babá encontram SHikamaru no cemitério

Kurenai, Mirai e sua babá encontram Shikamaru no Cemitério de Konoha.

Com isso, Shikamaru constrói uma estratégia para completarem, apesar de Hinoko achar entendiante. Kakashi pergunta se o time era o desejado de Shikamaru, com o último consentindo. Hinoko se torna irritante para seu líder, usando constantemente o termo "tipo", mas eles relevam, procurando iniciar a missão durante o amanhecer do dia seguinte. Kakashi não entende o motivo de demora para o início, mas Shikamaru planeja ir ao Cemitério de Konoha. Em sua visita, ele assume a responsabilidade que Shikaku, seu pai, desejava que o mesmo tomasse em algum momento de sua vida. Deixando a sepultura de seu pai, ele visita a de Asuma Sarutobi, agradecendo mais uma vez, durante mais um mês, os esforços do qual ele prestou enquanto vivo para seu crescimento. Atrás de Shikamaru, Mirai Sarutobi traz flores com Kurenai e uma babá, felizes por encontrarem-o no local. Kurenai ergue o ego de Shikamaru para sua babá de origem imigrante, inclusive indicando a paz trazida por Kakashi e Shikamaru em trabalho de equipe. Shikamaru pergunta para Mirai se as flores eram para Asuma, ulteriormente ao ênfase de Kurenai perguntando se a menina amava seu "irmão" Shikamaru, tendo como concordância nas duas perguntas óbvias. No momento em que Shikamaru volta para sua residência e tenta adormecer para o longo dia, lembranças da missão feita ao buscar Sasuke retorcem em sua memória, dificultando a vinda do sono. Antes que perceba, o sol nasce e ele parte, apesar de encontrar Naruto no caminho, que estava indo ao Ramen Ichiraku. Brevemente passando um sermão em Naruto por ser desleixado, eles compartilham o mesmo nindō. Shikamaru salta sobre os telhados, chegando aos portões de Konoha e partindo ao lado do seu novo time.

Curiosidades Editar

  • O substantivo usual de Hinoko, "dashi" (だし), geralmente é traduzido como "tipo". Também, dependendo do contexto, essa tradução pode alterar-se para "é".

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Naruto Shippūden - Episódio 489: O Estado das Coisas

  • Episódio 489: O Estado das Coisas

    4 mensagens
    • Só gostei por ter mostrado os dois Anbu e uma das habilidades e de descobrir o que Chōji e Ino faziam depois da guerra. Estou curioso agora p...
    • Não achei o episódio ruim, no entanto, devo dizer que estou gostando bastante dessa idéia da Pierrot em reutilizar as osts do clássico nes...
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.