FANDOM


Shikotsumyaku (屍骨脈; Literalmente significa "Pulso Mortal dos Ossos"; Significado (Panini) "Manipulação dos Ossos") é uma kekkei genkai, que dá ao seu usuário a habilidade de manipular sua própria estrutura esquelética (seus osteoblastos e osteoclastos). Infundindo chakra em seu cálcio, ele pode manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos ao seu gosto.[2] Essa habilidade se manifestou primeiramente na forma de kekkei mōra em Kaguya Ōtsutsuki, que mais tarde foi herdada por alguns dos seus descendentes do clã Kaguya em uma versão mais genérica, com Kimimaro sendo o único outro herdeiro conhecido a ter este poder.

Aparentemente, esta habilidade dá ao usuário uma estrutura esquelética única, como quando Kimimaro estava fatalmente doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muito pouca informação sobre o seu corpo para dar qualquer tratamento médico.[3] Depois de integrar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto foi capaz de ter acesso a essa kekkei genkai usando um clone do mesmo, que emerge a partir da base da cobra em seu umbigo.[4]

Habilidades Editar

As principais habilidades do Shikotsumyaku são permitir ao usuário manipular a velocidade de crescimento de seus ossos, bem como a localização de depósitos de cálcio que permitem grande versatilidade. Isto permite a criação de armas de ossos que podem se projetar a partir de qualquer parte do seu corpo, ou ser puxado para fora e utilizado como armas de mão. O usuário também é capaz de criar armaduras de ossos densos debaixo de sua pele.[5] Ele pode até mesmo disparar pedaços de seus ossos como projéteis de longo alcance que podem perfurar seus alvos.

Qualquer osso que ele retire de seu corpo se regenera imediatamente, tal como a pele que fica danificada quando os ossos são removidos.[6] Apesar de que, aparentemente, isso leve um pouco mais de tempo para o membro tornar-se utilizável novamente, a não ser que o usuário volte a crescer os ossos conscientemente.[7] O usuário pode aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que o aço. Isto não só torna as armas criadas muito poderosas, mas também faz seus corpos serem virtualmente indestrutíveis; os ossos podem suportar até mesmo uma lâmina infundida em chakra, o que geralmente é suficiente para cortar qualquer coisa.[8] A estrutura dos ossos também pode ser esvaziada completamente, como mostra a cópia de Kimimaro que Kabuto usou para criar uma flauta improvisada durante sua batalha contra os irmãos Uchiha.[9]

Pelo que dois dos usuários conhecidos desta habilidade, Kimimaro e Kabuto, têm mostrado, a maioria das técnicas são nomeadas com nomes de flores. A maioria delas também são danças de espada baseadas em taijutsu, que são usados ​​para combate corpo a corpo e defesa. No entanto, como demonstrado por Kimimaro, os ossos podem também crescer em um grande volume, e provavelmente crescer um a partir do outro, como uma forma de ninjutsu, com o usuário podendo surgir a partir de qualquer um destes ossos.

Orochimaru cobiçava muito essa habilidade, pelo fato de a kekkei genkai conceder ao usuário uma estrutura esquelética impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além disso, se um usuário do Shikotsumyaku for para a ofensiva, ele pode transformar instantaneamente os seus ossos na mais afiada lança. Devido a isso, o Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.

Curiosidades Editar

  • No mangá, quando Kimimaro faz os ossos saírem, sua pele rasga. No anime, para censurar a violência, pequenos buracos são abertos quando os ossos saem, e são grandes o bastante apenas para permitir que os ossos passem com fluidez através da pele.

Referências Editar

  1. Segundo Databook, páginas 230-231
  2. Capítulo 212, página 2
  3. Capítulo 216, página 14
  4. Capítulo 585, página 6
  5. Capítulo 215, página 14
  6. Capítulo 206, página 6
  7. Capítulo 211, página 15
  8. Capítulo 531, página 10
  9. Capítulo 585, página 8

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Shikotsumyaku

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.