FANDOM


Shojoji (ショジョジ , Shojoji), também conhecido como Shojoji do Clone de Cadáver (屍分身のショジョジ, Shikabane Bunshin no Shojoji), é um nukenin líder dos Bandidos Mujina.

Personalidade Editar

Shojoji é um homem insensível, indiferente e egoísta. Ele também tem uma opinião relativamente presunçosa de si mesmo, considerando-se no mesmo calibre que Orochimaru, um Sannin e também se sente insultado pelo fato de não existir um cartão seu no Extremo: Cartões Ninja. Um homem muito sádico, o próprio declara abertamente a alegria de devorar as pessoas até mesmo cogitando-se além da humanidade normal. Estipulado com sua atitude, Shojoji é muito preguiçoso. Ao invés de treinar para melhorar a si mesmo, confiava quase que plenamente nas poucas técnicas que possuía, como roubar memórias e habilidades de uma pessoa ou simplesmente desviar todos os ataques de seus inimigos. Ele mesmo põe pouco esforço em montar seus seguidores, devido ao fato de não ter em conta a sua eficiência real em combate. Inclusive, sendo muito jorrão e falador. No entanto, o mesmo ainda demonstra ser um homem bem informado já que sabia sobre as habilidades de Boruto Uzumaki.

Aparência Editar

Shojoji é um homem muito grande tanto em altura quanto ao seu peso. Ele tem um penteado faux hawk de cor verde com o que parece ser um design raspado em cada lado de suas têmporas. Ele ainda ostenta um penteado facial "amigável" de costeletas de carneiro, onde suas patilhas se conectam ao bigode com a ausência de uma barba, exceto por um pequeno resto. Quando visto pela primeira vez - embora apenas parcialmente - ele usava uma roupa de cor escura e parecia ter um irezumi no ombro e nas costas do lado esquerdo. Em sua estreia, ele usava as mesmas roupas que sua vítima Yamaoka, por sua grande diferença de tamanho, a considerável área de estômago de Shojoji se abaixou da camisa e ele deixou o colete e alguns botões como o topo da camisa aberta. Ele também usava uma corrente ao redor de seu pescoço grande.

História Editar

Passado Editar

Em algum momento, Shojoji entrou em um prédio com a intenção de roubá-lo, mas encontrou Kara no porão. Depois de ouvi-los discutindo, Shojoji fugiu da cena com o instinto que o grupo era problema.

Boruto: Naruto Next Generations Editar

Arco dos Bandidos Mujina Editar

Artigo principal: Arco dos Bandidos Mujina Shojoji enviou um pelotão de três homens de sua facção para entrar no banco de Konohagakure e recuperar um item desconhecido. Em algum momento durante a viagem de Ikkyū a Konoha, Shojoji assumiu a identidade de Yamaoka. Depois de fazer isso, ele falou com outro membro dos Bandidos Mujina afirmando que não havia como evitar que o [[[daimyō]] recusasse suas demandas quando eles iniciassem seu plano. Ao capturar Tentō, eles enviaram para o daimyō suas demandas de 500 milhões de ryō e a libertação de todos os prisioneiros no Castelo Hōzuki. Enquanto esperava que o daimyō respondesse, Shojoji decidiu passar um tempo zombando de Tentō. Quando o garoto tentou frustrar os planos de Shojoji ao se suicidar, Shojoji rapidamente o deteve, decidindo usar sua Técnica do Clone Cadáver sobre ele. Quando ele preparou-se para engolir Tentō, ele é parado por Boruto Uzumaki, que Shojoji reconhece como o filho do Sétimo Hokage .

Shojoji enviou seus homens para cuidar de Boruto, que rapidamente os derrota. Tentō alertou Boruto sobre a técnica de Shojoji, que Shojoji usa a distração para atacar. Como Boruto conseguiu evadir da devoração, ele respondeu com shurikens. Shojoji facilmente as repeliu com sua Liberação de Vento: Escudo do Conde do Vento. Enquanto ele continuava repelindo os ataques de Boruto, Shojoji regozijava-se com o quão invencível suas técnicas o faziam. Boruto tentou atrapalhá-lo com uma bomba de fumaça. Shojoji antecipou o ataque de Boruto com clones da sombra. Quando ele dissipou os clones e subjugou o genin, Shojoji começou a dizer que iria comer Boruto. De repente, ele nota uma shuriken alojada nas suas costas. Quando ele se vira esperando encontrar outro clone da sombra, fica chocado ao ver que na verdade era Tentō quem o havia acertado. Zangado com o seu refém atacando-o, Shojoji esqueceu-se de Boruto, permitindo-lhe acertar um golpe em Shojoji com seu Rasengan.

Um furioso Shojoji sobrevive e volta para devorar Boruto. Quando Boruto prepara outro Rasengan, a marca em sua palma direita de repente reage violentamente, espalhando sobre o pulso e deixando-o paralisado de dor. À vista da marca, Shojoji fica aterrorizado, imaginando se Boruto era parte de uma determinada organização. Como Boruto deixou claro que ele não tinha ideia de tal grupo, Shojoji preparou-se para atacar novamente, apenas para ser surpreendido por Mitsuki e nocauteado por Sarada.

Mais tarde, ele foi interrogado por Ibiki Morino e Sai Yamanaka. Apesar de uma atitude arrogante e exigente no início, a chegada súbita de Sasuke Uchiha o deixa muito desconfortável a ponto de responder às suas perguntas. Sasuke pergunta o que ele sabe sobre a marca de Boruto. Shojoji insiste que ele sabe muito pouco, porque ele se retirou do local o quanto antes. Ele disse que eles eram chamados de "Kara" e eles tinham marcas como as de Boruto e eram diferentes do Juinjutsu de Orochimaru.

Habilidades Editar

Proeza Física Editar

Apesar do seu grande tamanho, ele é notavelmente rápido, já que ele é capaz de interceptar a tentativa de suicídio de Tentō Madoka, [1] e é até mesmo capaz de capturar Boruto Uzumaki desprevenido. Ele também é proficiente em taijutsu, como mostrado por ele ao ser capaz de derrotar todos os clones de Boruto com facilidade. Ele mostrou reflexos apurados, por conta da sua capacidade de reagir a ataques furtivos, mesmo quando cegado por uma cortina de fumaça. [2]

Ninjutsu Editar

Shojoji demonstrou ter a capacidade de se transformar em suas vítimas com a técnica Técnica do Clone Cadáver. Também demonstrou ser habilidoso com a Liberação de Vento ao ponto de conseguir criar uma barreira capaz de repelir ataques físicos, e uma espada de vento para atacar seus alvos.

Referências Editar

  1. Boruto capítulo 13
  2. Boruto capítulo 14
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.