FANDOM


Linha 28: Linha 28:
   
 
== Influência ==
 
== Influência ==
A última parte do nome desta técnica, "Kakuan Nitten Suishu" (廓庵入鄽垂手), vem de uma famosa série de curtos poemas e imagens que o acompanham, chamado Imagens dos Dez Touros (十牛図, ''Jūgyūzu''; Chinês: ''Shíniú-tú''). As fotos e poemas são destinadas a ilustrar as etapas da disciplina Zen.
+
A última parte do nome desta técnica, "Kakuan Nitten Suishu" (廓庵入鄽垂手), vem de uma famosa série de curtos poemas e imagens que o acompanham, chamado Imagens dos Dez Touros (十牛図, ''Jūgyūzu''). As fotos e poemas são destinadas a ilustrar as etapas da disciplina Zen.
   
Eles foram atraídos por um mestre chinês de Zan do século XII chamado Kuòān (廓庵, ''Japonês: Kakuan''; Literalmente significa "eremitério fechado"). As conversas do décimo poema sobre como o pastor é totalmente iluminado e retorna à cidade para ajudar os outros a alcançar a iluminação. Este poema é chamado Rùchán Chuíshǒu (入鄽垂手, Japonês: ''Nitten Suishu''), que pode ser traduzido como "''entrar na sociedade com felicidade, levando as mãos''" (ou seja, mãos, que ensinam como alcançar a iluminação).
+
Eles foram atraídos por um mestre chinês de Zan do século XII chamado Kuòān (廓庵, ''Kakuan; Literalmente significa'' "Eremitério Fechado"). As conversas do décimo poema sobre como o pastor é totalmente iluminado e retorna à cidade para ajudar os outros a alcançar a iluminação. Este poema é chamado Rùchán Chuíshǒu (入鄽垂手, ''Nitten Suishu''), que pode ser traduzido como "''entrar na sociedade com felicidade, levando as mãos''" (ou seja, mãos, que ensinam como alcançar a iluminação).
  +
  +
== Curiosidades ==
  +
*Em ''[[Jogo de Cartas Colecionáveis de Naruto|Naruto CCG]]'', o kanji presente na mão do usuário da técnica é dito tendo o nome como "Selo de Desastre" (災害封, ''Saigaifū''). Esse nome pode ser uma referência ao modo descontrolado em que o jinchūriki entra em colapso. Isso se confirma quando exibido em um [http://www.tradecardsonline.com/im/selectCard/card_id/161635/cards_lang/1 cartão posterior] da mesma franquia.
   
 
== Veja Também ==
 
== Veja Também ==

Edição das 12h58min de 15 de janeiro de 2017

Esta técnica utiliza o poder da Liberação de Madeira para suprimir um jinchūriki a parar de usar o chakra das bestas com caudas. Para invocar esta técnica, é necessário que o usuário ou um jinchūriki esteja com a Jóia de Cristal que responde ao chakra do Primeiro Hokage. O usuário produz o kanji "sentar" (座, za) em sua palma, e tocando a besta com cauda, ou seu jinchūriki, com a mão, o usuário suprime o chakra dentro de uma área cercada com dez pilares.[2]

Quando Hashirama o usou diretamente em uma besta com cauda, em vez do jinchūriki, ele contornou o uso dos pilares e canalizou o controle da besta com cauda através de sua Liberação de Madeira: Técnica do Humano de Madeira.[3]

Influência

A última parte do nome desta técnica, "Kakuan Nitten Suishu" (廓庵入鄽垂手), vem de uma famosa série de curtos poemas e imagens que o acompanham, chamado Imagens dos Dez Touros (十牛図, Jūgyūzu). As fotos e poemas são destinadas a ilustrar as etapas da disciplina Zen.

Eles foram atraídos por um mestre chinês de Zan do século XII chamado Kuòān (廓庵, Kakuan; Literalmente significa "Eremitério Fechado"). As conversas do décimo poema sobre como o pastor é totalmente iluminado e retorna à cidade para ajudar os outros a alcançar a iluminação. Este poema é chamado Rùchán Chuíshǒu (入鄽垂手, Nitten Suishu), que pode ser traduzido como "entrar na sociedade com felicidade, levando as mãos" (ou seja, mãos, que ensinam como alcançar a iluminação).

Curiosidades

  • Em Naruto CCG, o kanji presente na mão do usuário da técnica é dito tendo o nome como "Selo de Desastre" (災害封, Saigaifū). Esse nome pode ser uma referência ao modo descontrolado em que o jinchūriki entra em colapso. Isso se confirma quando exibido em um cartão posterior da mesma franquia.

Veja Também

Referências

  1. Terceiro Databook, página 300
  2. Naruto capítulo 296, páginas 15-16
  3. Naruto capítulo 626, página 8
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.