FANDOM


A Técnica de Procura consiste em uma série de métodos utilizados por shinobi durante perseguições para acompanhar e localizar seus inimigos.

Uso Editar

Tem sido mostrados várias formas para o uso dessa técnica, que geralmente consistem em analisar mudanças não-naturais no ambiente circundante para encontrar rastros deixados por um fugitivo, que denunciam que alguém pode ter passado por ali:

  • Pegadas deixadas no caminho.[1]
  • Galhos quebrados de árvores.[1]
  • Marcas deixadas no musgo de alguma árvore.[2]
  • Pedaços de pedra no chão podem indicar há quanto tempo um fugitivo passou por aquele local. Isso pode ser verificado ao observar a umidade nos lados da pedra.[2]
  • Durante sua fuga, o alvo pode acidentalmente correr sobre flores e remover suas pétalas, denunciando sua passagem por aquele local.[2]
  • Se o alvo é específico e o perseguidor tiver conhecimento sobre ele, o perseguidor pode ainda procurar por características únicas que o alvo possa ter deixado.[3]

Alguns shinobi demonstraram diferentes formas de perseguir e localizar seus alvos, fazendo uso de técnicas mais avançadas como técnicas sensoriais, para localizar através do chakra; olfato de ninken, para localizar através do cheiro; dōjutsu como o Byakugan, para localizar através da visão; entre outros.

Desvantagens Editar

Uma vez que alguém sabe que está sendo perseguido, ele poderá utilizar de artimanhas e iscas para confundir seus perseguidores, o que inclui:

  • Voltar sobre as próprias pegadas e fugir por outro caminho, fazendo parecer que suas pegadas sumiram.[4]
  • Fazer uma emboscada e atacar seus perseguidores. Esse método pode ser uma tática chave em batalha e pode ser muito benéfico, mas é necessário reunir duas condições:[5]
    1. Os ninja em fuga precisam ser muito silenciosos e devem achar o inimigo primeiro.
    2. Eles tem que pegar os perseguidores com a guarda baixa em um local onde possam fazer muito estrago rápido e poder fugir novamente.
  • No caso de uma emboscada ser inviável, é possível usar uma pequena distração que pareça uma emboscada, deixando um para trás como uma isca para tentar atrasá-los.[6]
  • Criação de pegadas falsas para uma emboscada.[7]
  • Marcar várias pegadas em diferentes direções a fim de confundir o perseguidor.[3]
  • Pedaços de galhos quebrados no chão também podem servir como isca, mas eles podem ser facilmente desmentidos ao seguir os seguintes critérios:[2]
    1. Se houver um corte reto, pode significar que o galho quebrado foi forjado com uma lâmina;
    2. Dependendo da fragilidade da madeira em questão, a forma como ele é quebrado irá diferir;
    3. Ao verificar a umidade no galho, é possível saber se ele foi retirado de alguma árvore ou se ele se trata simplesmente de um galho morto.

O principal motivo em se deixar iscas é confundir seus perseguidores, fazendo parecer que tudo é uma delas. Isso dá ao fugitivo mais opções.

Referências Editar

  1. 1,0 1,1 Naruto capítulo 118, página 19
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 Naruto: Shippūden episódio 454
  3. 3,0 3,1 Naruto: Shippūden episódio 7
  4. Naruto episódio 70
  5. Naruto capítulo 118, página 12
  6. Naruto capítulo 118, página 15
  7. Naruto capítulo 118, página 20-21
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.